Permanece aberta a exposição ‘Guardião das Cores’, do artista plástico Tito Lobo. A exposição pode ser visitada no primeiro pavimento da Torre Mirante da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano, de terça a sexta-feira das 9h às 21h, e sábados, domingos e feriados das 10h até 21h, com entrada gratuita.

tito_lobo_guardioesdascores_-4

Guardião das Cores ficará exposta no local até o dia 14 de setembro. No dia 21 de agosto (quinta-feira), Tito Lobo fará um bate papo com os artistas locais para falar sobre arte naiff, a exposição e sua produção artística que ganhou destaque internacionalmente.

O nome da exposição ‘Guardião das Cores’, segundo Tito Lobo, surgiu de um texto escrito pelo amigo Bebé de Natércio para um material de uma empresa de designer. “Eu gostei muito desse nome que falava das minhas obras, da minha vida de artista”, comentou Tito.

O conjunto de obras desta exposição reúne trabalho de vários períodos de sua carreira. “Tem trabalhos que produzi em 2006, 2004 e até este ano 2014”, disse Tito Lobo que tem também suas telas gravadas em roupas íntimas, moda praia, etc.

Em todas as telas o que se pode perceber é uma riqueza de detalhes de traços, cores e formas. “Eu considero meu primitivo um pouco mais contemporâneo, que diferencia dos trabalhos de outros artistas que pintam a arte naiff”, acrescentou o artista que também é desenhista, gravador, escultor e cenógrafo.

Na opinião do poeta paraibano, Políbio Alves, além de um inquietante artista, Tito é um pesquisador incansável das técnicas de seu trabalho que sabe compreender e assimilar, como poucos, as perspectivas e avanços da pintura para melhor transfigura-la do espaço atemporal da sua criatividade. “Não há dúvida, Tito Lobo, é o poeta do imaginário tupiniquim, da saga das cores vibrantes no desbravamento contextual do seu tempo. O tempo presente dos bichos, sempre. Portanto, a efervescência humanística, sim, no sentido substancial de sua temática, ela se revela, de pronto”, comentou Políbio Alves.

A exposição de arte naiff traz o universo de cor e formas do artista, seu universo imagético repleto de personagens regionais, históricos e místicos, que se misturam a representações da flora e da fauna brasileira. Tito Lobo se multiplica em sua obra, alegre, festiva e que revela a personalidade dinâmica deste artista.

O músico e compositor Bebé de Natércio disse que quem conhece o conjunto das obras do artista plástico brasileiro Tito Lobo, mesmo sem competência para uma visão crítica se deleita com a riqueza em detalhes e com uma dança belíssima das cores que a obra apresenta. “E eu, um aficionado pela cultura popular, estabeleço uma relação muito estreita com cada peça, me dá a impressão que a alegria folgada do meu povo obrigatoriamente pelos pinceis do mestre Tito”, disse Natércio no texto de apresentação da exposição.

Tito Lobo – Natural de João Pessoa (PB). É desenhista, pintor, gravador, escultor e cenógrafo. Começou a desenhar na infância e já tinha tendência para as artes plásticas e visuais. Em 1986, começa a expor e revelar-se profissionalmente. Participou de várias exposições coletivas e individuais no Brasil, Espanha, Portugal, Itália e França.

Serviço:

Exposição: Guardião das Cores

Artista: Tito Lobo

Até 14 de setembro

Local: Primeiro pavimento da Torre Mirante – Estação Cabo Branco

Horário de visitação: Terça a sexta-feira das 9h às 21h. Sábados, domingos e feriados das 10h até 21h.

Entrada gratuita

Informações 3214.8303 – 3214.8270

www.joaopessoa.pb.gov.br/estacaocb

Twitter: @estacaocb

Facebook: https://www.facebook.com/estacao.cabobranco

 

Contato para imprensa

Rua João Junqueira Viana, 152 – Castelo Branco – Próximo a Paróquia São Rafael.

Fone: 8869.6494 – 9703 – 45 93

E-mail: titolobo@bol.com.br