Grupo chinês HNA vira principal acionista do Galeão

0
73
Aeroporto passa por mudança no quadro acionário - Imagem: Divulgação

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou ontem (19) o pedido para a modificação da composição acionária do grupo que controla o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Galeão). A chinesa HNA Infrastructure assume como principal acionista no lugar da Odebrecht, com 51% das ações privadas do consórcio em que a Infraero tem participação de 49%.

Com a aprovação, a HNA deverá ainda assinar o termo aditivo para formalizar a entrada no consórcio. No início de agosto, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deu parecer favorável para a entrada da empresa chinesa na administração do aeroporto.

Em abril, a concessionária Rio Galeão, que administra o aeroporto, pagou a parcela atrasada de R$ 920 milhões, incluindo juros e multas, referente à outorga de 2016. Com o depósito, a Anac suspendeu o processo de execução da garantia da concessão do aeroporto. A empresa também teve a aprovação do Ministério dos Transportes para o pedido de reprogramação do pagamento das contribuições fixas anuais dos próximos anos.

GUARULHOS
A diretoria da Anac também aprovou ontem (19) o pedido de alteração do contrato de concessão do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. O pedido do consórcio foi para alterar os pagamentos de outorga fixa anual, da mesma maneira que a Rio Galeão.

Com a aprovação do pedido, a concessionária GRU Airport vai antecipar o pagamento de R$ 319,6 milhões, além de quitar o valor pendente de mais de R$ 883 milhões, acrescidos de juros moratórios, referentes à outorga de 2017.

Panrotas