Dando continuidade ao processo que busca o registro de Patrimônio Imaterial da Feira Central de Campina Grande, proposto pela gestão municipal, através da Secretaria de Educação (Seduc), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) está produzindo um documentário sobre as riquezas culturais do local, que será divulgado nacional e internacionalmente.

Para isso, a empresa contratada para produzir o material estará na cidade até o dia cinco de novembro coletando depoimentos e imagens de uma das maiores feiras da região Nordeste, que reúne em um seu espaço tradições gastronômicas, históricas e culturais. Dentro desse roteiro, nesta quarta-feira, 02, às 9h30, no espaço da feira destinado a venda de flores, será realizada pelo ator André Canuto e outros familiares do saudoso Major Palito a apresentação de uma música sobre o local.

Segundo a coordenadora do Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC) e responsável pela produção do dossiê, Giovanna Aquino, do material captado pelos produtores serão editados dois vídeos, um curta de aproximadamente 15 minutos e um longa-metragem, com duração de 60 minutos. Eles servirão para divulgação da feira e também será apresentado em reunião do conselho consultivo do Iphan, em Brasília, para apreciação e julgamento dos conselheiros para efeitos de titularização e futuro registro.

“A feira de Campina Grande tem características que lhe qualificam para o título de Patrimônio Imaterial, já conhecidos e reconhecidos pelos campinenses e por todos aqueles que defendem os valores histórico-cultural peculiares deste lugar. O fato de a formação da cidade estar associada à feira e esta continuar existindo, resistindo a todos os impactos da modernidade e, por conseguinte, do momento atual resultante do fenômeno da globalização é algo que denota sua importância”, pontuou Giovanna.

Como a ideia é não apresentar apenas a diversidade peculiar da feira de Campina Grande, também serão contempladas no documentário as tradições gastronômicas, o artesanato, as manifestações artísticas e os personagens históricos que tornam o local especial para a população campinense.

 

Codecom
Imagem, divulgação