Embratur potencializa captação de eventos em feira na Alemanha

0
125
Estande do Brasil na IMEX 2017

Coexpositores brasileiros prospectaram negócios importantes já nos primeiros dias da Imex Frankfurt

A participação do Brasil em uma das feiras mais importantes para o turismo de reuniões e viagens de incentivo do mundo, a Imex Frankfurt, obtém resultados positivos. Durante o evento, que ocorreu de (16) a (18) de maio, o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) levou 17 coexpositores brasileiros que participaram de 270 reuniões agendadas, uma média de 16 encontros por posto.

De acordo com cooperados que estiveram no estande do Instituto, foi possível prospectar negócios importantes, principalmente, na captação de eventos para o Brasil. Segundo o representante do Convention & Visitors Bureaux de São Paulo, houve grande procura com possibilidades reais de captação de eventos internacionais, alguns chegam a contabilizar 20 mil participantes

image005Já o convention do Rio de Janeiro, a presença na feira foi fundamental para consolidar a decisão de 7 leads (oportunidades de candidatura) para a capital carioca, com estimativa de mil participantes cada. Representantes da rede hoteleira do Brasil, presente no estande da Embratur, informaram que 750 quartos foram reservados para grupos internacionais, e para 2020, já está programado um congresso em um dos hotéis da rede local que poderá gerar, inicialmente, R$ 2 milhões de reais somente para o setor hoteleiro. O convention de Iguaçu prevê a captação de 7 novos eventos aquecendo, assim, a indústria do segmento da cidade, com a estimativa de 3.500 participantes para os próximos anos.

A feira, da qual a Embratur participa desde 2003, também ofereceu seminários e workshops organizados por renomadas associações e instituições, como a ICCA (International Congress & Convention Association), GCB (German Convention Bureau), SITE (Society of Incentive & Travel Executives), entre outros.

“Os organizadores da IMEX consideraram o evento como uma demonstração da força da indústria de eventos, bem como a capacidade de se reinventar e inovar, fatores esses, fundamentais nesse segmento”, finalizou Nakagawa.

Embratur