O São João é uma das festas mais esperadas pelos nordestinos. É um período de muita animação, shows e o momento de se deliciar com a culinária típica da época. Milho, canjica, pamonha, curau, batata doce, macaxeira, pipoca, amendoim… A lista é grande, mas será que todos esses itens podem ser consumidos à vontade?

A vedete dos pratos juninos é o milho, e ele é sim um ótimo aliado da saúde, como explica a nutricionista do Hapvida, Paula Viana. “O milho é um ótimo alimento para o nosso organismo, ele é rico em minerais e possui vitaminas A e C, além de ser uma ótima fonte de fibras.”

Outro alimento que também é uma boa pedida para quem quer aproveitar as festas sem se esquecer da alimentação saudável é a batata doce. Já conhecida dos adeptos das academias, além de fornecer energia e facilitar o ganho de massa muscular, ela é uma excelente fonte de ferro, potássio e vitaminas C, E e A. “A batata doce também é muito importante para os diabéticos, ela controla a glicemia, pois absorve a glicose mais lentamente”, esclarece a especialista.

Mas nem tudo está liberado. A palavra-chave, segundo a nutricionista, é moderação. Apesar do milho ser benéfico, os pratos feitos com ele podem não ser tão saudáveis. “Quando essas comidas são preparadas, há a adição de açúcar e gordura, como queijos, leite condensado, entre outros”, ressalta a nutricionista. Tudo isso acrescenta calorias e, em longo prazo, pode proporcionar ganho de peso, problemas no coração, arteriosclerose, entre outros.

Mas isso não significa que seja necessário abdicar de todas essas delícias de São João. Paula Viana dá dicas para tornar as receitas mais saudáveis. De acordo com as orientações da especialista, é possível fazer a substituição de ingredientes, como trocar o leite integral pelo desnatado, utilizar o leite de coco e optar por um açúcar mais benéfico (caso do demerara ou mascavo).