Confira dicas para não ter seu celular roubado no carnaval

0
42
Foliões tiram selfie durante o Bloco da Preta no carnaval de 2016 - Foto: Marcelo Fonseca / Divulgação

Especialistas recomendam levar um celular mais simples e não ficar tirando selfie no meio da galera. Em caso de roubo, vítima pode fazer BO online em alguns estados

No carnaval, todo mundo quer garantir aquela foto que vai bombar nas redes e ter como mandar um WhatsApp para encontrar a galera no meio da multidão. Mas um descuido pode fazer o folião entrar para as estatísticas de roubo de celular, e lá se foi a alegria.
Confira as dicas de especialistas* para evitar ser vítima de furto e roubo nos blocos, e o que fazer caso algum ladrão leve o seu aparelho.

10 dicas para evitar ter o celular roubado no bloco:

Por mais que comprometa a qualidade das selfies, é preferível deixar o celular mais caro em casa e levar para o bloco um aparelho antigo ou mais simples, que não desperte a cobiça do ladrão.

Se você só tem o celular caro, o ideal é não levar ou evitar usá-lo em público – mesmo em local aparentemente seguro, como o metrô. Esse tipo de aparelho motiva ladrões em todo lugar.

Cuidado com esbarrões e empurrões. Essa é uma das formas que os ladrões usam para agir.

Evitar ao máximo ficar com o telefone na mão no meio de aglomerações ou em calçadas muito movimentadas.

Não deixar o celular no bolso de trás da calça. Aproveite a volta das pochetes ou use uma doleira por dentro da roupa. Também vale um bolso ou bolsa mais seguros, com zíper, por exemplo. Todos sempre virados para a frente.

Os criminosos focam em quem dá bobeira no meio do bloco. Então, procure um lugar mais seguro para manusear o celular – encoste numa parede, entre numa loja, numa banca de revista ou pare perto da polícia.

Também preste atenção ao redor, porque as quadrilhas observam a vítima e descobrem, antes do furto, até a senha de desbloqueio do aparelho.

Evitar andar sozinho, ruas desertas, ônibus ou vagões de trem vazios.

Em bares, guarde o celular com você quando estiver bebendo e não o deixe em cima da mesa.

Crianças que usam celular devem deixar o aparelho em casa se forem pular no bloquinho.

Levaram o meu celular! Veja o que fazer:

Mesmo em casos de furto (quando não há agressão física), faça o boletim de ocorrência o quanto antes. Não deixe para o outro dia.

Em alguns estados, você nem precisa ir à delegacia. É possível fazer o boletim de ocorrência numa delegacia virtual (veja mais abaixo como acessá-las).

Algumas delegacias eletrônicas pedem o código IMEI do celular para fazer o B.O online.

O IMEI pode ser consultado pelo usuário na caixa do produto, na nota fiscal, ou diretamente no celular, digitando *#06#. Ele também pode facilitar o bloqueio do celular.

Delegacias virtuais para registro de furto de celular

Paraíba: http://www.policiacivil.pb.gov.br/delegacia-online/

Bahia: https://www.delegaciadigital.ssp.ba.gov.br/

Minas Gerais: https://delegaciavirtual.sids.mg.gov.br/sxgn/

Pernambuco: http://www.sds.pe.gov.br/ 

Rio de Janeiro: https://dedic.pcivil.rj.gov.br/

São Paulo: http://www.ssp.sp.gov.br/nbo/

*Especialistas consultados: Rogério Rodrigues, especialista em segurança patrimonial e pessoal do grupo GR; Marco Antonio Paula Santos, delegado responsável pela região central de São Paulo e José Vicente da Silva Filho, ex-comandante da Polícia Militar de São Paulo e ex-secretário nacional de Segurança.