Músico trombonista Radegundis Feitosa – Foto: Divulgação

Data do calendário oficial do Município foi instituída a partir de Lei proposta por Zezinho Botafogo (PSB)

O Dia do Trombone será comemorado nesta sexta-feira (1º), durante o concerto da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que homenageará os músicos trombonistas Radegundis Feitosa, Adenilton França e Roberto Ângelo, que foram vítimas fatais em acidente, em 2010. O evento iniciará às 20h e a entrada é gratuita.

A data comemorativa foi instituída por iniciativa do vereador Zezinho Botafogo (PSB) através da Lei 1.834/2016. A norma surgiu a partir de uma solicitação da Associação Brasileira de Trombonistas (ABT) que foi acatada pelo parlamentar. O dia da celebração coincide com a data de falecimento do fundador da ABT e um dos representantes da classe trombonística no Brasil, Radegundis Feitosa.

Segundo Zezinho Botafogo, o objetivo principal da comemoração é despertar a importância da música na vida do cidadão e fomentar ainda mais a arte de tocar esse instrumento, com a preparação e a profissionalização dos trombonistas, além de marcar uma memorável lembrança a um dos principais músicos do País, o professor Radegundis Feitosa.

O homenageado foi o primeiro Doutor em Trombone no Brasil e estudou na Universidade Católica da América, em Washington, nos Estados Unidos. Radegundis Feitosa deixou um legado de seguidores e profissionais na área do trombone para dar sustentação e continuidade aos frutos produzidos com os seus ensinamentos.

“Apesar da simplicidade da iniciativa, ela se torna relevante diante da grandeza que são esses músicos trombonistas que fazem história no Brasil e no mundo. Eles vão lembrar um legado importante para a música deixado pelo professor Radegundis Feitosa”, ressaltou Zezinho Botafogo. Ele reforçou que João Pessoa é a primeira Capital do País a instituir o Dia do Trombone.