Estudo do Ministério do Turismo revela que a intenção de viajar de avião subiu entre os brasileiros, de 37,1% em 2007 para 58,3% em 2014

Cerca de 84,2 milhões de passageiros já embarcaram pelas principais companhias aéreas brasileiras este ano, em voos nacionais e internacionais, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). As empresas associadas à entidade (Avianca, Azul, Tam e Gol) registraram um aumento de 3% na procura por transporte aéreo doméstico, em comparação a setembro de 2013. Segundo o Ministério do Turismo, no ano passado foram realizados cerca de 89 milhões de desembarques domésticos e 9,4 milhões de desembarques internacionais no país.

“Os números são reflexo dos investimentos realizados nos aeroportos, a ampliação da malha aérea ao longo dos anos e o maior acesso da classe média às viagens de avião”, disse o ministro do Turismo, Vinicius Lages. O estudo de – Sondagem do Consumidor, do Ministério do Turismo, que é realizado todos os meses sem sete capitais, mostra que a intenção dos brasileiros em viajar de avião aumentou cerca de 57% em sete anos: 37,1% dos entrevistados demonstraram desejo de viajar de avião em setembro de 2007, enquanto que no mesmo período de 2014 o registro é de 58,3%.

Somente em setembro deste ano, os passageiros embarcados pelas empresas associadas à Abear, em voos domésticos, já somam 6,7 milhões, sendo 3,8% a mais que em 2013. Segundo a entidade, o crescimento nos primeiros meses de 2014 e a relativa estabilidade durante a temporada de realização da Copa do Mundo resultam em uma expansão acumulada da demanda de 5,4% até agora. A estatística é medida em RPKs (passageiros-quilômetros transportados). A oferta doméstica, medida em ASKs (assentos-quilômetros oferecidos), que tem sido gerenciada atentamente pelas transportadoras com vistas ao aumento da eficiência dos serviços oferecidos.

O resultado de setembro é positivo para um mês de atividade mais fraca no setor devido a sazonalidade. A existência de um dia útil a mais nos dados de setembro de 2014 em relação a setembro de 2013, além de um amplo trabalho das companhias aéreas para promoverem seus produtos e serviços, mantendo em alta a procura por viagens aéreas de lazer no país, em um momento de baixa no mercado corporativo, são fatores que contribuíram para este desempenho.

MTur – Amanda Lavor – com informações da Abear
Foto: reprodução