Coletivo Sarau das Almas promove Primeira Feira Literária em Itabaiana

0
33
Imagem: Divulgação
Com o tema “Deixe a arte te felicitar” o coletivo Sarau das Almas, realizará a I Felita – Feira Literária de Itabaiana, neste sábado (25) e domingo (26), na Taberna Cultural em Itabaiana.
A Feira é uma homenagem ao poeta Jessier Quirino e tem como objetivo contemplar valores e talentos literários, despertando nas pessoas por meio da leitura e da cultura um legado de identidade, para tornar-se patrimônio de Itabaiana, e preservado por gerações.
O evento conta com as parcerias da Prefeitura Municipal de Itabaiana, do Sebrae, da Secult-PB e da Adari – Associação dos Artesãos de Itabaiana, além do envolvimento dos hotéis, dos restaurantes, dos artesãos, fomentando o desenvolvimento turístico do município.
Escritores de diversos lugares já confirmaram presença. Atrações como os Corais Voz Ativa e o Vozes de Feira marcarão presença na abertura da Felita, além da apresentação de vários artistas da terra.
Haverá ainda um concurso de poesia voltado para as escolas do município, a Orquestra de Câmara, a Academia de Cordel do Vale do Paraíba, presença de Damião Cavalcanti (presidente da Academia Paraibana de Letras), lançamentos das histórias em quadrinhos de Sivuca e Zé da luz, atividades infantis, debates, escambo literário, dentre outras.
Para o cantor e compositor itabaianense Adeildo Vieira, o evento está sendo abraçado por muitos. “A Felita é a I Feira Literária de Itabaiana, é minha cidade entrando no calendário dos eventos literários da Paraíba, declarou.
 A FELITA – Feira Literária de Itabaiana nasce do desejo de um coletivo cultural em felicitar as pessoas com prosas e poesias, o Sarau das Almas vive e sobrevive firmado na crença de que a arte pode apontar a resposta para mudar a realidade de vida de muitas crianças e adolescentes, e consequentemente transformar nossa nação, a criança que lê sonha, o adolescente que lê muda a si mesmo,  o jovem que lê modifica, o adulto que lê realiza seus sonhos de criança, o idoso que lê repassa a sabedoria.