Brasil quer apoio do Papa para reforçar turismo religioso

0
112
Crédito: Roberto Castro/ MTur / Divulgação

Ministro do Turismo, Marx Beltrão, trabalha para incluir novos destinos brasileiros nos roteiros comercializados pela maior agência de viagens do segmento no mundo

Os destinos de turismo religioso podem ganhar um importante reforço. O ministro do Turismo, Marx Beltrão, pediu hoje para o Papa Francisco que a agência de turismo oficial do Vaticano, a Opera Romana Pellegrinaggi, maior do mundo nesse segmento, amplie a oferta de destinos brasileiros comercializados. Na manhã desta quinta-feira (5), o ministro vai ter uma reunião técnica com os principais executivos da agência. Na pauta, um dos principais itens é a inclusão de novos atrativos do Rio Grande do Sul na Rota das Missões Jesuíticas. Atualmente, apenas Foz do Iguaçu faz parte do roteiro comercializado pela Operadora Romana.

O Brasil hoje é o país que tem o maior número de católicos batizados no mundo, com 170 milhões de pessoas. Só o turismo religioso doméstico movimenta 20 milhões de viagens em mais de 300 destinos nacionais, girando cerca de R$ 15 bilhões. “O Ministério do Turismo está empenhado em fomentar o turismo religioso para impulsionar a economia. Apesar de termos um mercado interno aquecido nesse segmento, ainda há um amplo espaço para crescer em âmbito internacional”, comentou o ministro do Turismo. De acordo com dados oficiais, apenas 30 mil visitantes internacionais vêm ao Brasil motivados pelo turismo religioso.

A viagem do ministro ao Vaticano faz parte de uma série de ações que o MTur tem adotado para reforçar esse segmento de uma forma geral e, mais especificamente, a Rota das Missões Jesuíticas, que une Brasil, Argentina, Uruguai, Bolívia e Paraguai. Só este ano, o ministro esteve duas vezes no Rio Grande do Sul para tratar da estruturação e promoção do roteiro integrado (clique aqui para saber mais). Na última ocasião, em agosto, foi assinada uma carta de adesão do Brasil ao Programa Global de Crédito, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para a Integração Regional dos Países da Bacia do Prata. O valor total da iniciativa é de US$ 100 milhões para os cinco países.

04 10 17 Papa Ministro Roberto Castro MTur 3Crédito: Roberto Castro/ MTur / Divulgação

Na manhã desta quinta-feira, o ministro terá uma reunião com o Monsenhor Remo Chiavarini, diretor-gerente da Opera Romana Pellegrinaggi. Na ocasião, ele vai pedir a inclusão de Santo Ângelo e São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul, na Rota das Missões Jesuíticas comercializada pela maior operadora de viagens focada nesse segmento do mundo. Atualmente, o único roteiro que inclui algum destino brasileiro comercializado pela Opera Romana é o Caminho das Missões, que engloba Foz do Iguaçu. Além da ampliação dessa rota para incluir outras cidades do Rio Grande do Sul, Marx Beltrão vai propor que a agência também trabalhe outros roteiros no país.

“Temos uma série de destinos bem estruturados com condições de receber o público internacional, como Aparecida (SP), Juazeiro (CE) e a peregrinação do Caminho Religioso da Estrada Real (CRER), ligando Caeté a Aparecida, através de 38 cidades”, comentou o ministro Marx Beltrão. A audiência com os representantes da Opera Romana está marcada para 10h (horário de Roma, 5h no horário de Brasília).

*Com informações de Bruno Bernardes (Ascom MTur), do Vaticano

Ascom MTur