Local reservado para música latina – Foto Reprodução

Por Rose Lucena

Com a chegada do verão no continente europeu, grandes eventos, a céu aberto, são realizados, o que favorece aqueles que permanecerão em suas cidades, nesse período de férias – já que uma grande maioria opta por sair da cidade – , uma diversão garantida.

Milano Latin Festival tem por objetivo divulgar a cultura latino-americana, em solo italiano. É realizado em uma área livre, onde a música e a gastronomia reúnem não apenas o povo sul-americano e italiano, mas turistas de toda a Europa que, durante o verão, passam pela Itália.

Milano Latin Festival 2016 - Foto Reprodução
Milano Latin Festival 2016 – Foto Reprodução

Nessa segunda edição, o Brasil brilhou e mostrou ao mundo  que é muito mais do que o país do samba e do futebol, levando, ao público presente, a alegria contagiante que carregamos em nosso DNA. Na organização cultural, com durabilidade de três dias, no Salone delle Nazioni (Salão das Nações), – local especialmente pensado para o enaltecimento e a valorização da cultura latino-americana -, contamos com a presença de personalidades ilustres convidadas pela organização do evento, na pessoa da jornalista e apresentadora, Vanessa Lapolli de Medeiros . Vanessa Soares  como é conhecida na Itália -, profissional no meio midiático na Itália, há 14 anos vive em solo italiano e falou da importância em mostrar o outro lado da moeda cultural brasileira, até então desconhecido a muitos: a sofisticação e o requinte, que também carregamos em nossa cultura, da  gastronomia diversificada às artes. Tudo muito bem pensado e organizado.

A catarinense foi além, deixando a cargo da talentosíssima violinista, Kristina Mirkovic, nascida na Sérvia – radicada na Itália -, a responsabilidade de interpretar clássicos da nossa MPB. Nunca estivemos em mãos tão delicadas e tão nobres. Mirkovic, tocou  fundo a alma dos brasileiros que, há quilômetros de sua terra natal, emocionavam-se  ao som de cada nota musical que, suavemente, invadia o ambiente, criando uma atmosfera tão rica e cheia de beleza que atraia os que por ali passavam. Mas, foi ao ouvir “Garota de Ipanema”, que me emocionei de fato. Eu amo aquela música! Sim, a música brasileira também é sofisticada e continua sendo apreciada pelas diversas classes sociais, tanto dentro do próprio Brasil como fora dele. Sim, as nossas músicas circulam pelos  conservatórios do mundo, onde nomes como Vinícius de Morais, Chiquinha Gonzaga, Antônio Carlos Jobim e tantos outros ficarão imortalizados foreverKristina, com tanto respeito pelo nosso repertório eclético, demonstrou isso com o seu violino. Ah, aquele violino que tocava notas de puro amor… Um luxo e requinte para um final de tarde.

Rose Lucena com a Baronesa Soares, artista plástica - Foto: Divulgação
Rose Lucena com a Baronesa Soares, artista plástica – Foto: Divulgação

Da doçura das notas musicais à exuberância dos quadros da nobre Baronesa Soares – leia-se Baronesa Ana Lúcia Soares – artista plástica renomada que, em terra onde a arte é sacra, trouxe uma exposição belíssima, onde as cores vibrantes do Brasil, atreladas ao mais alto refinamento artístico, tiveram o seu destaque merecido. Sim, temos artista plástica com título de nobreza, na Itália, que respira e inspira a sensibilidade pela arte. No país onde Leonardo tem sobrenome de Vinci, Raffaello, Donatello e tantos outros artistas, ovacionados pelo mundo, e fazem parte da elite da arte, a nobre Baronesa Soares – em exposição pela Europa -, expôs seus belos quadros, ao lado do célebre artista plástico Guttuso. Uma honra incalculável para a brasileira de título nobre que ama a língua portuguesa, a arte e a cultura.

A alegria da noite ficou por conta da cantora e compositora  pernambucana, Ana Flora, que fez questão de enfatizar a importância de elevarmos a qualidade do setor fonográfico. “Eu sou tradicional. Eu amo o forró; e forró, para mim, tem nome: Luiz Gonzaga,” disse a cantora, em entrevista exclusiva, à Revista italiana Brazil Connected. Ana falou, ainda, da paixão que tem pela Itália e que, mesmo morando, há anos, por aqui, jamais esqueceu suas raízes de Pernambuco e faz questão de mantê-las viva em sua música.

Cantores, musicistas de renome internacional, bailarinos, coral que mistura clássico com popular, roda de capoeira,  artista plástica, com título nobre, atriz brasileira, jornalistas e uma infinidade de profissionais passaram por aquele salão e tiveram a oportunidade de descobrir  e redescobrir um Brasil tão diferente, mas tão real. O evento desmentiu os bitolados, com os estereótipos impostos pela mídia, acerca de nosso próprio país.  Porém, nesse caso, o Brasil fez muito, mas muito bonito.

A conclusão é que, em apenas três dias, não temos como apresentar tudo aquilo que somos, culturalmente falando, mas que conseguimos plantar, no coração de quem por ali passou, um Brasil desconhecido, com gostinho de quero mais. Esperamos que outros festivais apresentem mais desse nosso Brasil.

Obrigada, Vanessa Soares!

Agradecimento especial à Revista Brazil Connected, leia-se Marcos Hryczka  e ao Carlos Celes, pelo convite.

Alla prossima!

Fotos: Divulgação

 

SHARE
Artigo anteriorGastronomia na “Casa Cor” Paraíba
Próximo artigoEmbratur intensifica troca de informações com Estados para promover País
Rose Lucena
Rose Lucena é paraibana, natural de João Pessoa, formada em Produção Publicitária pela Fatec-PB. É especialista em Marketing Empresarial, tendo sua carreira iniciada com a realização de um Projeto de Turismo Pedagógico Exploradores do Saber para uma das maiores empresas de receptivo no Brasil. O projeto, voltado exclusivamente para a rede educacional avaliado como uma das maiores iniciativas na área do turismo pedagógico. Técnica em Turismo e amante da História, Arte e Cultura, relatou uma de suas experiências para a revista Travel Ace Brasil, a convite do Diretor de Social Media Marketing da empresa no ano de 2010. Em 2012, mudou-se para Milão, Itália, onde iniciou a cursar Fashion Communication, que a possibilitou participar de eventos internacionais como o maior evento mundial de moda, o Milano Fashion Week. Curiosa por natureza, aventura-se em descobrir além do trivial e não dispensa uma boa viagem. Há anos atua no turismo como Blogger - desde sua formação como Técnica do Turismo -, onde conta suas experiências e coberturas de eventos aos seus leitores. Casada com o turismólogo Marco Lambertini, fluente em língua inglesa, italiana e alemã, convida todos a mergulharem em suas aventuras pelo continente europeu.