Na primeira semana de maio Florianópolis foi sede do II Congresso Ibero Americano de Gestão Integrada de Áreas Litorais (II GIAL), evento que ocorre a cada quatro anos. O GIAL 2016 propõe dar continuidade a troca de experiências e conhecimentos, para melhorar a governança para a sustentabilidade costeira na Ibero América, dando prosseguimento e aprofundando as metas propostas no I Congresso Ibero Americano de GIAL. O primeiro Congresso GIAL, foi realizado em 2012, na cidade de Cádiz (Espanha).

Durante o II GIAL, o programa Bandeira Azul foi apresentado na mesa de debate “Gestão e governança de praias”, como um dos instrumentos de gestão integrada de áreas litorais atuantes no Brasil. A coordenadora do Programa Leana Bernardi compartilhou informações sobre a metodologia, as conquistas e perspectivas do programa no Brasil. “Foi um momento de troca de experiências muito importante onde pudemos compartilhar com profissionais e pesquisadores de diversos países Ibero-americanos que já conhecem o programa”, comentou Leana

Houve também a exposição oral de Bruno Balbi representante da Preamar, responsável pelo trabalho de adequação da Praia de Ponta de Nossa Senhora do Guadalupe na Ilha do Frade em Salvador – BA. A praia de Ponta de Nossa Senhora do Guadalupe está na fase piloto do programa.

A saída de campo durante o evento, levou ainda participantes a conhecer o caso da Praia da Lagoa do Peri em Florianópolis que foi condecorada com a Bandeira Azul em sua primeira temporada no verão passado. “A visita à Lagoa do Peri foi importante para ilustrar, principalmente para os visitantes de países onde o programa ainda não é desenvolvido, o que diferencia uma Praia Bandeira Azul das demais” comentou Leana.

Assessoria

Fotos: Divulgação