A ideia não é nova, já foi utilizada em outros locais pelo mundo afora, mas em Poços de Caldas, certamente é inédito. Um avião cargueiro com 57 metros de comprimento por 54 metros de envergadura  será  o cenário para almoço à beira de uma rodovia  próximo da cidade de 150 mil habitantes, no sul de  Minas Gerais, muito frequentada por turistas paulistas.

O restaurante- aeronave deverá funcionar a partir do primeiro semestre de 2015. O empresário Thiago Oliveira, 27 anos, sobrinho de piloto que se declara apaixonado pela aviação, resolveu criar o projeto quando soube que aeronaves inutilizadas deveriam ser retiradas do pátio do aeroporto  internacional de Viracopos, em Campinas (SP), até a Copa do Mundo. “Era uma oportunidade”. Sua família já é proprietária de outros restaurantes na região.

A negociação para a compra do avião modelo DC-8, parte da massa falida da companhia aérea Skymaster, durou dois anos,  e foi completada no leilão de outubro do ano passado. Foi gasto o triplo do previsto. “Os aviões tinham dívidas de milhões”, explica. “O transporte das partes da aeronave também tem um custo alto com dez dias de viagem rodoviária. Além da restauração .  que terá, entre detalhes, um simulador de voo, colocado na cabine da aeronave e poderá ser utilizado pelos visitantes.

O restaurante para 300 pessoas terá mesas em cima de uma de suas asas e os clientes poderão circular pela aeronave na entrada do empreendimento. Thiago planeja oferecer a culinária tradicional brasileira e também comida japonesa. O cardápio fará menções à aeronave e à aviação, e os funcionários se vestirão como tripulantes.  Será um ambiente de  aeroporto à beira da Rodovia do Contorno,  com iluminação especial e piso com pintura de pista de pouso

Travel3