Artesãs do Ondinas são convidadas para abrir 27º Salão de Artesanato da Paraíba

0
Flores Astrais - Ondinas de Cabedelo - Foto: Divulgação

Michael Sampaio

O projeto Ondinas de Cabedelo estará presente na abertura da 27ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba, que acontece no próximo dia (17), às 19h, no Espaço Cultural, em João Pessoa. As artesãs receberam o convite para apresentar as peças da coleção “Flores Astrais”, assinada pelo estilista Léo Mendonça.

As peças da coleção são compostas por shorts, blusas, biquínis, acessórios e até vestidos de noiva. As produções são resultados da 2ª edição do Ondinas, que durou de abril a outubro de 2017, com a participação de mais de 50 artesãs crocheteiras de Cabedelo. “Flores Astrais” já foi apresentada durante o Extremo Fashion João Pessoa, em outubro do ano passado, e no I Festival de Gastronomia de Cabedelo, em novembro de 2017.

O Ondinas é uma iniciativa da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPM) em parceria com o Desenvolver Cabedelo, e busca capacitar as artesãs locais na área do estilismo e na criação de produtos artesanais, como forma, também, de revitalizar o artesanato local, valorizar e integrar essas artistas. O projeto é apadrinhado pela primeira-dama Jacqueline Monteiro, que, desde sua concepção, participa e investe na valorização dos trabalhos produzidos em Cabedelo.

“Temos cada vez mais orgulho e alegria com o crescimento e o sucesso de nossas artesãs. Elas estão ganhando o mundo e mostrando as belezas e o talento que temos aqui em Cabedelo. O Ondinas nasceu e ganhou vida própria. O resultado de tanto trabalho e dedicação de todos os envolvidos são convites como esse, que enaltecem e valorizam ainda mais nossos artesanato, tão rico e variado”, destaca Jacqueline.

O Salão – Com o tema “A Tradição, A Sustentabilidade e a Evolucão do Artesanato Paraibano”, o 27º Salão de Artesanato da Paraíba acontece de (17) de janeiro a (2) de fevereiro.

Flores Astrais – “Como galáxias, as Ondinas de Cabedelo tecem teias de crochê e escamas de peixes que brilham e giram em cores criando um jardim de Flores Astrais. Coloridas e vibrantes formas geométricas circulares que se adaptam nas tramas do crochê, feitas pelas habilidosas mãos dessas artesãs. Um arco-íris de cores vibram entre o vermelho, amarelo, laranja, verde e azul para destacar a luz do ouro e o profundo preto do infinito. As formas se ajustam ao corpo e circulares babados cirandam na dança das Flores Astrais” Léo Mendonça.

Secom Cabedelo