Animação, tradição junina, festival de cores, passos marcados e muita alegria deram a tônica na penúltima noite de apresentações do XVIII Festival Municipal de Quadrilhas no Ponto de Cem Réis, nesta segunda-feira (9). Foram mais seis apresentações de quadrilhas juninas que capricharam nos figurinos, temas e coreografias para impressionar os jurados e animar o público.

Somadas as seis quadrilhas de hoje, outras 12 – cuja apresentação de seis delas ocorreu neste domingo (8) e outras seis que se apresentarão nesta terça-feira (9) – disputam três vagas no Grupo A do Festival Municipal de Quadrilhas. Além de ascender ao Grupo A, as quadrilhas disputam prêmios em dinheiro, cujos valores são R$ 6,5 mil, R$ 5,5 mil e R$ 4,5 mil para os três primeiros lugares.

Fest PMJP Quadrilhas Juninas 2014

Em mais uma noite animada e com bastante presença do público, o Festival promovido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope), trouxe a apresentação das seguintes quadrilhas: Macambira (Cabedelo), Balão Dourado (Alhandra), Mangue Seco (Mandacaru), Sacode Poeira (13 de Maio), Xote e Baião (Ernani Sátiro) e Nação Matuta (Valentina).

Competição – Além de animar a arquibancada e promover um espetáculo de cores e dança, as quadrilhas não descuidam dos detalhes para impressionar os jurados e garantir as melhores notas.

Para incrementar a apresentação, cada quadrilha mostra um tema no palco, na qual toda a apresentação fica baseada. Para garantir o impacto da apresentação, os temas são mantidos em segredo e só são revelados no momento da subida o palco. Neste ano as quadrilhas abusaram da originalidade e trouxeram temas como a colheita dos sonhos, história do rádio e a saga nordestina na Amazônia.

São sete jurados que assistem a todas as apresentações observando sete quesitos, cujo somatório das notas aponta à campeã: tema, casamento matuto, figurino, marcador e trio forró pé de serra. Cada quadrilha tem até 20 minutos para se apresentar e não pode extrapolar o tempo sob a condição de ser penalizada.

Estrutura – A PMJP montou a estrutura da festa em uma área de 750 metros quadrados, com um grande pavilhão coberto para as apresentações, três arquibancadas com capacidade total para 7 mil pessoas, espaço de acessibilidade e para idosos (150 cadeiras), tendas para a concentração das quadrilhas e palcos para trios de forró e jurados.

Sessenta banheiros químicos estão distribuídos pelo perímetro da festa, da Praça 1817 até a Rua Visconde de Pelotas. O acesso, gratuito, é facilitado por quatro entradas dispostas em cada vértice do quadrilátero e controladas por detectores de metais.