Agência especializada em intercâmbio registra aumento de 15% do público da terceira idade

0
89
Agência 3RA - Imagem: Divulgação

A busca por uma experiência de estudo ou de trabalho no exterior vem aumentando cada vez mais no Brasil. Esta procura é impulsionada pela atual crise econômica, onde muitos buscam residir em outro país visando melhores condições de vida e trabalho. Dentro deste cenário, o número de intercambistas com mais de 60 anos também vem crescendo consideravelmente, como aponta um levantamento feito pela 3RA, agência de intercâmbio especializada nos destinos Canadá e Irlanda.

3RA - Sócio Fundador, Francisco Zarro - imagem: Divulgação
3RA – Sócio Fundador, Francisco Zarro – imagem: Divulgação

De acordo com Francisco Zarro, sócio-fundador da agência, o perfil dos interessados em intercâmbio cultural mudou nos últimos anos. “Em 2016, houve um aumento de 15% na procura por experiência internacional de pessoas da terceira idade. Porém, quando falamos em família, pai e mãe com mais de 45 anos com filhos, este número salta para mais de 50%”.

Motivos não faltam para quem quer embarcar nesta viagem: se atualizar através do convívio com os mais jovens, se especializar ou aprimorar-se em uma profissão, além de conhecer novos lugares. Exemplo disso é a paulistana Eliane Kanner, de 60 anos, que não viu em sua idade um empecilho para realizar o sonho de estudar fora. Através da 3RA, ela embarcou para Vancouver em abril de 2016 para fazer o curso de Customer Service (Atendimento ao cliente, em português). Com o primeiro desafio finalizado, não perdeu tempo e em abril deste ano ingressou no curso Travel and Tourism (Viagem e Turismo, em português).  Ela sempre quis morar fora, e apesar de já ter passado um tempo nos Estados Unidos e Europa, seu desejo sempre foi o Canadá.

Formada em literatura, inglês e francês pela Universidade de São Paulo e tradução pela University of Georgetown, em Washington DC, Eliane se adaptou muito bem ao país.  “O Canadá não tem discriminação e tem programas fortes de fomento da diversidade de cultura. Além disso, há muito respeito entre as pessoas e claro, a segurança que é um dos maiores atrativos dos brasileiros que desembarcam por aqui” afirma a estudante. Ela mora na casa de uma família de Filipinos (esta opção de moradia é chamada de homestay) onde também compartilha espaço com estudantes da Coreia, Japão e Taiwan.

“Eu economizei dinheiro no Brasil e tive muito foco. E hoje posso dizer que tudo que estou vivendo está valendo muito a pena! Eu quero é ter qualidade de vida e aqui eu tenho isso”, comemora Eliane, que pretende se tornar uma cidadã canadense e trabalhar com línguas em Vancouver, seja como tradutora (atividade que exercia no Brasil), guia de turismo ou em agência de viagem.

Programa direcionado à terceira idade

Diante deste cenário de crescimento para este novo perfil de intercambista, a 3RA Intercâmbio oferece, em parceria com uma escola de inglês em Vancouver, cursos voltados para pessoas da terceira idade. O programa tem uma dinâmica totalmente diferente: eles aprendem em sala de aula a praticar o inglês em atividades do dia a dia, como transporte, comida, turismo e depois praticam com atividades outdoor.

Serviço: https://3raintercambio.com/intercambio-para-a-terceira-idade/

Assessoria