Ações de capacitação e certificação no Brasil terão apoio da OMT

0
27
Reunião discute parceria com a OMT. Crédito: André Martins / Divulgação

MTur e Fundação da Organização Mundial do Turismo negociam cooperação em programas de qualificação para profissionais, órgãos públicos e universidades

Por André Martins

Uma reunião nesta quinta-feira (19), em Brasília, entre representantes do Ministério do Turismo e da Organização Mundial do Turismo (OMT) selou o início de negociações para adesão da Pasta a programas de educação e treinamento profissional oferecidos pela Fundação Themis.

Trata-se de um braço da Organização que apoia estados-membros na concepção e aplicação de políticas públicas e planos de formação voltados à melhoria da competitividade e da sustentabilidade na área. O objetivo é desenvolver e fortalecer capacidades técnicas, bem como compartilhar conhecimento.

O secretário executivo do MTur, Alberto Alves, comemorou a oportunidade de trabalhar em sinergia com a OMT em busca de avanços no segmento. “A gente pode caminhar junto principalmente na capacitação profissional, essencial no setor. A OMT tem toda uma expertise para compartilhar conosco”, sublinhou.

A colaboração vai envolver três pontos: a capacitação de servidores públicos, a certificação de universidades que oferecem cursos na área de turismo e também de órgãos oficiais do ramo. Caberá ao Brasil definir e indicar à OMT destinos prioritários a serem envolvidos no processo de orientação.

A secretária nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Teté Bezerra, frisou que a iniciativa corrobora ações desenvolvidas pelo MTur. “A preocupação da OMT em incluir o turismo na agenda econômica e política é a mesma do ministro Marx Beltrão. E o Brasil + Turismo, por exemplo, tem medidas que também envolvem qualificação profissional”, pontuou.

Ações similares da OMT já são promovidas em países como Argentina e Paraguai. Marcela Pimenta, agente da OMT no Brasil, ressaltou que a atuação no país servirá de exemplo. “A Fundação e a OMT entendem que o Brasil é um país importante no turismo. Esse trabalho passará a ser referência a países de língua portuguesa”, adiantou.

Também participaram do encontro Omar Valdez, diretor executivo da OMT (por meio de videoconferência); Rafael Luisi, chefe da Assessoria Especial de Relações Internacionais do MTur; Rogério Cóser, diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo do MTur; Felipe Mota, diretor do Departamento de Formalização e Qualificação no Turismo do MTur; Paulo André, chefe de Gabinete da Secretaria Nacional de Estruturação do Turismo, e Nilvana Soares, coordenadora de Qualificação de Prestadores de Serviços Turísticos do MTur.

DIRETRIZES – Atualmente, uma Câmara Temática do Conselho Nacional de Turismo discute atualmente o texto preliminar da Política Nacional de Qualificação no Turismo. O documento, com diretrizes à formação de jovens e adultos, é fruto de um trabalho conjunto com a Universidade de Brasília (UnB) e foi submetido a consulta pública.

A elaboração da proposta ocorreu após pesquisas e seminários realizados em vários estados, que envolveram especialistas de nove instituições públicas de ensino. A definição de prioridades na área faz parte do Brasil + Turismo, um plano do governo federal voltado ao desenvolvimento do setor.

Ascom MTur