Instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos poderão se inscrever para realizar ações que tornem o Brasil sede de encontros de negócios

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) lançou, nesta quarta-feira (16), no Diário Oficial da União, edital para o programa Apoio à Captação ou Promoção de Eventos Internacionais.  Instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos poderão participar com projetos de  ações específicas para tornar o País sede de encontros que atraiam o turista de negócios.De acordo com o presidente do Instituto, Vicente Neto, o turismo de Negócios e Eventos, conhecido no mercado turístico como MICE (Meetings, Incentive, Congress and Events), é considerado um segmento estratégico de um programa que apoia a prospecção de eventos esportivos, congressos e convenções.“Esse visitante apresenta perfil diferenciado do turista de lazer, pois possui alto poder aquisitivo e gasto médio elevado. A Embratur trabalha com uma política sistematizada de apoio à captação e promoção de eventos que trazem este tipo de turista para o País, e desde 2004, vem ampliando a sua atuação dentro deste segmento”, afirma Neto.Os interessados têm de 31 de julho a 29 de agosto para cadastramento e envio das propostas. Os projetos serão julgados por Comitê Técnico previamente nomeado pelo Instituto, com base nos seguintes critérios: quantidade de participantes, rotação do evento, número de edições anteriores, número de turistas estrangeiros e capacidade técnica. Os critérios foram estabelecidos em Portaria da Embratur nº 57, no último dia 8 de julho.

Eventos internacionais no Brasil

Em dez anos, os congressos e convenções de negócios realizados no Brasil registraram um aumento de 408%. Conforme os dados divulgados pela ICCA (Internacional Congress and Convention Association), entre 2003 e 2013, o total de eventos sediados no País passou de 62 para 315. No mesmo período, o número de cidades que sediaram esse tipo de evento subiu 145%, passando de 22 para 54.
O ranking divulgado mostra que o Brasil permaneceu entre os dez países que mais recebem congressos e convenções associativas, liderado pelos Estados Unidos.

Secom/Embratur