Drink Negroni – Foto: Divulgação

O Negroni, drinque criado ao acaso em Florença, na Itália, em 1919, pelo conde Camillo Negroni, é tão tradicional e importante para a coquetelaria, que tem semana voltada inteiramente a ele.

Acontece de 6 a 12 de junho, em diversas capitais do Brasil e do mundo. Por aqui, Brasília, Campinas, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo apresentam versões próprias e tradicionais do clássico drinque feito de Campari, gim e vermute.

Para quem é fã da bebida, é uma boa chance de “garimpar” boas criações. Afinal, bartenders do mundo inteiro participam da 2ª edição do Negroni Week.

Um bom negroni possui cor uniforme, e equilíbrio perfeito entre o sabor do gim, o doce do vermute e o contraponto conferido pelo Campari.

Como na edição anterior, parte do valor de cada coquetel vendido será doado para instituições de caridade escolhidas pelas casas participantes.

Print

Em 2015, o projeto contou com a participação de mais de 3.500 bares em 44 países no mundo, como Estados Unidos, Itália, Austrália, Índia e China.

A história do drinque é curiosa: à pedido do conde Camillo, a água gaseificada usada, à época, em seu drinque habitual, foi substituída por gim, dando origem à nova bebida.

Abaixo, vídeo feito para o Negroni Week, “Why we love the Negroni”:

Confira os bares participantes em São Paulo: Mez, Brasserie des Artes, Franks, Lambe Lambe, Modi (Shopping Higienópolis), Modi, Cozinha 212, SubAstor, Astor Bar, Z Carniceria, São Bento Itaim, São Bento Vila Madalena, Le Jazz Petit, Le Bilboquet, Esquina Mocoto, Bare, Ici Bistro, Bar., Cutelo Steak Bar, Vitto, Pasquim, Bar Aurora, RUAA, Aconchego Carioca, Tuju, Braz Trattoria, MEATS (Alameda Lorena), MEATS (r. dos Pinheiros) e Isola Bar.

Para mais informações, acesse o site do Negroni Week. 

PG

Foto e Vídeo: Divulgação